segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Dedicatória à Sra. (rs)

.................................DE...

................................As vezes
................................sem tamanho
................................uma linha vai se desmanchando...
................................Sem versos, sem rumo...
................................Como se entorta tanto? Se nem rumo tem....
................................Um pedaço vai além.
................................Eu apenas vou sonhando...
................................como a linha que desmancha.
................................O poema de alguém.

4 comentários:

Diego El Khouri disse...

O sonho, o desenho e o verso se desfazendo... Perfeito!!

Sarah El Khouri disse...

Realmente perfeito!

Karlinha disse...

Bom como sempre Ivan *__*

Beijosmeus.

Marla de Queiroz disse...

Que poema lindo, Ivan.
Síntese é uma das coisas mais difíceis,
principalmente quando tem conteúdo.
Parabéns!