quinta-feira, 24 de setembro de 2009

[Eu já era...]

Vivi numa época de evolução:--
os sapos se transformavam em príncipes
os pés se transformavam em mãos
os olhos se transformavam n'outra coisa
falavam pelos ouvidos e diziam pela boca:
"Deus que vida tão sofrida"
Aí aparecia outra alma
e se transformava numa fadinha...
Eu porém, nada reclamava, só esperava
pela farinha, porque eu já era um saco.

3 comentários:

Sir Vi disse...

Acho que eu também já era... Também um simples saco, cuja farinha se forma das migalhas de palavras e poeira de pensamentos. Mutabilidade chata essa nossa. Por mais que a dinâmica nos mostre caminhos novos, caminhos velhos fazem falta. Excelente texto, sir Ivan!

Karlinha disse...

Perfeito!

Amei^^

Acho que tb já era... e a muito tempo eu sou um saco!

=[

Bjomeu.

Diego El Khouri disse...

Você está um passo acima da evolução. Eu já me transformei num saco de farinha cheio de fungos.