sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Coisarada

(Por Ivan Silva)

Ah, compra e venda...
Sei que eles me pagam,
um a um,
e pagam caro,
sorrindo de orelha a orelha.
Mas como detesto esse jogo empreendedor.
Um nojo sem escrúpulos!
Enquanto o capital rodopia
e os cerébros vão ficando do tamanho de uma ervilha transgênica.

2 comentários:

Caucuz disse...

Tenho medo do meu cerébro ficar do tamanho de um grão de arroz parboilizado....

Alexandre Mendes disse...

belo, nobre pintor!