terça-feira, 19 de julho de 2011

Entrevista com Fabio da Silva Barbosa

Artista ativo, zineiro, blogueiro, e aí mano... ah, só uma coisa antes de continuar, para conhecerem melhor visitem http://rebococaido.blogspot.com/ , pronto:

1) Se apresenta, fala alguma coisa que acha importante pra quem ainda não te conhece.
Sou apenas um cara que não sabe de nada, mas que luta incansavelmente pelo direito de todos serem felizes. E isso não é porque sou bonzinho, não. Faço isso porque sei que enquanto todos não forem felizes, eu também não conseguirei ser. Esse é o lance egoísta. Em algum lugar acabo pensando em mim. Viagem. Não sei se é isso, não. Não sei de nada. Quem diz que sabe tá mentindo, viajando ou de sacanagem mesmo.

2) Já lia e escrevia poesia desde a infância ou percebeu a podridão na sociedade só mais tarde, depois de algum acontecimento marcante?Sempre fui um moleque diferente... sofredor... cristo...

3) Mudar o mundo é impossível, mas acredita que mudando a si mesmo pelo menos algumas pessoas possam perceber o que estão fazendo?Mudar a si mesmo já é mudar o mundo, pois você é parte deste mundo.

4) Doença... forma de expressão... função... conscientização... já vi várias definições do que é e para que serve arte. Mas pra você: o que ela continua sendo, pra que ela serve?Depende do artista. Para cada artista ela tem uma função, pois cada um tem um objetivo, embora os de alguns sejam semelhantes e algumas vezes o mesmo. Para mim, tenho até medo de definir e ser injusto.


5) São vários os trabalhos que vc já fez, faz e participa. Zines Reboco caído, Gambiarra, O berro... Impresso das comunidades. O que te leva a essa produção louca?Não sei mais viver de outra forma. Nada mais faz sentido. Se não estou trabalhando, me sinto angustiado.

6) Rock n' roll...O programa que estou fazendo com Victor Durão. HORAMACABRA. http://horamacabraniteroi.blogspot.com/ Só para intelectuais. =======~~~~

7) O que vc acha da liberação da maconha, sabendo que até quem não é usuário está a favor, que os movimentos da massa estão começando a se unir?Cara, isso vai ser inevitável. Não é questão do que eu acho. É só observar o rumo que a coisa está tomando. O mundo está passando por profundas modificações em todos os campos e isso não é de hoje. Só não podemos cochilar, pois o lado do mau também não está de bobeira.

8) Internet é um bom meio de comunicação, facilita bastante a divulgação de zines. Mas fala aí, como era isso antes?Quase mágico. Lembro que não tínhamos celular, mas todo mundo dava um jeito de se encontrar. Hoje, se você não tem celular, ninguém se encontra. Certa vez, li uma coluna escrita pelo Leo Jaime e ele questiona se é a necessidade que faz a invenção ou a invenção que cria a necessidade.

9) Algo que te incomoda...Uma coisa só? Apenas uma? Seria impossível eleger algo para presidir esse cargo. Eu me incomodo o tempo todo e aprendi a gostar disso. Me ajuda a criar.

10) Alguma coisa que eu não perguntei e vc queria muito falar.
Muitas coisas. Mas vamos com calma. Por hoje já tem muito dito. Deixemos um pouco para prosearmos algum dia, em uma mesa de botequim. Tenho certeza que isso ainda vai rolar.

3 comentários:

FSB disse...

Valeu pela atenção
Tamo junto

Wagner Nyhyw disse...

Uma entrevista pode ser uma obra de arte? Pode. Taí a prova. Ótimos questionamentos, ótimos desdobramentos.

Alexandre Mendes disse...

E Esse é o meu amigão, FSB.