segunda-feira, 6 de julho de 2009

Tripudiado



O passsado está preso
preso pra sempre
aí está a simplicidade

Pro meu amor nunca tive poesia
e nunca irei de ter,
e assim como eu não tenho prosa,
não tenho visão

Arraquei-me os pedaços

Agora o silêncio dos gestos e dos sentimentos
traz a inquietude, e a inquietude
não passa de algo quieto.

2 comentários:

Diego El Khouri disse...

A prisão me atordoa... vivo essa idéia na íntrega... a imobilidde da existência

Karlinha disse...

Um tanto agoniante, mais também bonito!

Adoro suas palavras!
=]