terça-feira, 17 de julho de 2012

SOBRETUDO, UMA DÁDIVA

(Por Cecília Fidelli)
 
A vida
é uma estranha madrugada.
Uma misteriosa lua.
Um sol radiante.
Um vento cortante.
Uma chuva incessante.
Um silêncio.
Um indignação indizível.
Um livro.
Um sonho inatingível.
Um horizonte perdido.
Um afeto longínquo.
Um imenso sorriso.
Uma lágrima amarga.
Uma perpétua batalha.
Uma fera.
Uma serena loucura.
Um oceano de náufragos.
Um idealismo arrojado.
Uma realização.
Uma morte íntima.
Uma fantasia.
Um som divino.
Uma miséria.
Uma excelsitude.
Uma viagem.
Um tudo ou nada.


--

2 comentários:

Reviragita Poesia disse...

Menino,
muito obrigado pela publicação.
Fiquei muito envaidecida, viu?
Vou divulgar o Blog no meu mural
do Face Book, claro.
Paz e Poesia,
com carinho,
Ci.
- www.ceciliafidelli.blogspot.com

MOLHO LIVRE disse...

Poema, poesia, reflexão... pelas palavras dessa grande poetisa!!!